Love · Thougts

The end of the ‘teens

2019 está a chegar ao fim e, com ele, termina mais uma década.

A minha terceira década de vida fica marcada pelas mudanças. Perdi o meu pai e isso mudou-me interiormente, mais do que tudo. Esta mudança forçada, logo em 2010, fez-me perceber que nada ia, nunca mais, ser igual. Que tudo ia mudar.

Acreditei, por algum tempo, que nunca iria ser melhor. E, de certo modo, não será. Os anos de infância já ficaram la atrás, as peripécias e histórias da adolescência cada vez são mais distantes. Mas não têm de ter sido, obrigatoriamente, os melhores.

As mudanças, por mais que custem, também podem ser positivas. As minhas, de 2012 em diante, foram-no sem dúvida.

Mudei de estudante para Médica Dentista. Mudei o País de resistência. Mudei de solteira para casada. Terminamos agora, com a mudança da casa de família, sendo quase um fecho poético duma etapa que, apesar dos baixos, teve também muitos altos.

2020 vai ser o início de uma nova década, numa nova casa, que tenho a certeza será recheada de muitos e ainda melhores marcos.

Este ano, por muito que não goste da expressão “Ano Novo, Vida Nova”, sei que ela se vai aplicar que nem uma luva.

E por aí, Prontos para 2020?

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.