Love – Food – Travels

Love – Food – Travels

pinapple in blue lagoon

Malta Highlights – 7 motivos para visitar Malta

E já se passou um mês desde a nossa escapadinha de 5 dias que nos levou a descobrir alguns motivos para visitar Malta.

Foi uma viagem pouco ou nada planeada, uma vês que o destino inicial eram as Scottish Highlands. Felizmente, a necessidade de vitamina D levou a melhor e lá fomos nós para esta ilha perdida no meio do Mediterrâneo, que tem a felicidade de ter cerca de 300 dias de sol por ano.

Curiosamente, uma das perguntas que mais me fizeram foi precisamente esta: Porquê Malta?

Questões logísticas e restrições de viagens à parte, que mencionei no último post, decidi compilar a minha lista com as Highlights de Malta.

1. A História

Malta é uma autêntica amálgama histórico-cultural desenvolvida ao longo dos séculos, resultado duma imensidão de invasões e colonizações. Desde o Império Grego, Romano, aos árabes, a Napoleão Bonaparte e por último à Grã Bretanha, o país que se tornou independente em 1964 é um livro de história a céu aberto.

 

Red Tower, Mellieha
Mdina Gate
Lower Barrakka Gardens, Valleta

 

2. A Arquitectura

Intimamente relacionada cm o ponto anterior, este é um dos pontos que mais me fascinou nesta ilha. Desde cidades muralhadas a templos tão antigos como as pirâmides do Egipto, há de tudo para todos os gostos. Há zonas altamente Europeias, outras que parecem pertencer ao Norte de África ou Médio Oriente. Algumas partes estão degradadas, outras lindamente restauradas.

As portas são coloridas e pesadas, há nichos de santos espalhados pelas ruas ao largo de toda a ilha e muitas placas religiosas.

E claro, as Varandas – este é o ponto alto e único da arquitectura Maltesa, as imensas varandas de madeira coloridas que dão vida aos edifícios cor de areia.

 

3. Beleza Natural

Uma ilha essencialmente rochosa, com escarpas, enseadas e vinhas. Há zonas onde o mar é mais azul e há algumas praias de areia muito bonitas. Neste ponto, fiquei com imensa pena de não termos ido a Gozo, já que esta pequena ilha é conhecida por ter as mais bonitas praias e outros sitios  lindissimos.

Quem sabe numa próxima?!

 

Blue Grotto

 

Blue Lagoon, Comino Island

4. Cidades Antigas

Mdina foi dos sitios mais fotogénicos pelos quais passámos e adorei vaguear pelas suas ruas labiritincas. A capital, Valleta, tem zonas que parecem ter ficado paradas no anos 50, o que, curiosamente, lhe dá um grande charme Retro.

 

Mdina

La Valleta

5. As Vistas

Graças aos imensos cliffs, há todo um sem número de zonas com vistas de cortar a respiração e sitios fabulosos para observar o pôr do sol.

Além disso, em Valleta podemos disfrutar de vistas incriveis sobre as três cidades (Birgu, Senglea e Cospicua).

 

La Valleta, vista de Sliema.
Pôr do Sol em Mellieha

Poppey Village

The Three Cities, view from the Upper Barrakka Gardens

6. A Calma

No sul, na cidade de Marsaxlokk, consegue-se perceber que a vida aqui é vivida noutro ritmo: sem pressas. Há um mercado tradicional de peixe todos os Domingos e os pescadores saem com os seus barcos coloridos todos os dias.

 

Cidade piscatória de Marzaxlokk

7. A Comida

Altamente mediterrânica, nos pratos reinam o peixe, azeitonas, alcaparras e o tomate.

Um dos pratos típicos é o coelho estufado; eu optei por experimentar um ravioli de coelho que estava só maravilhoso. O pão – ftira – é divinal e perfeito para deliciosas sandwiches em almoços rápidos.

Alguns pratos têm influências italianas e há, para mal dos meus pecados, um forte legado britânico nomeadamente nos pequenos almoços e no fish and chips.

 

Ftira sandwiches

 

Jantar Maltês no Ta’Kris, Sliema

 

 

Digam lá, ficaram convencidos com esta minha compilaçao de 7 motivos para Visitar Malta para a colocar na lista de sitios a descobrir no futuro?

 

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A autora - Margarida

Portuguesa em Doncaster.

Médica Dentista de Dia || Blogger, viajante e entusiasta da cozinha nos tempos livres

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

EnglishPortuguese

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website.