Resenhas · Travel

Mexican Vibes #1

O prometido é devido e aqui está o post da minha viagem, por terras Mexicanas. Já passaram quase três meses e as saudades dos amigos começa a apertar. Foi uma semana tão bem passada que repetia tudo, já amanhã.

Não foi a minha primeira vez no México – já tinha feito um dia de escala em Cancún vinda de Cuba, com os meus pais ( que não ficou na memória pelos melhores motivos) e, depois, em 2010 fui com amigos de família, num registo ligeiramente diferente, mas que me deixou encantada e com vontade de regressar.

Jantar em Cancún, 1998

O México é um mundo à parte. O México vai tão mais além dos resorts e praias paradisíacas publicitadas nas agências. Até porque, infelizmente, a questão ambiental do sargaço está a arruinar a zona costeira da Riviera Maya, o que é uma verdadeira tristeza. Quando fui em 2010, não havia nada disso na praia. Aliás, lembro-me de ter sido um dos mares mais giros, onde podíamos fazer snorkel logo ali ao largo da praia do hotel (fiquei no Baia Príncipe Akumal) e ver raias e peixes grandes e coloridos. Infelizmente, já não está nada assim

Bahia Príncipe, 2010

Desta feita, éramos um grupo de 10 amigos, portanto, a opção menos confusa foi mesmo ir para um hotel em regime de tudo incluído (até porque os pacotes saídos de Lisboa compensam nesse sentido).

O hotel Catalonia Yucatan e Riviera Maya (são colados) era agradável, sem grandes luxos mas com famílias a mais. Pontos para o pequeno almoço, a minha eterna perdição nestes hotéis, que contava com vários sumos de fruta todos os dias e um bar também só com estas maravilhas não alcoólicas – verdade que os outros eram os mais requisitados, mas é sempre bom ter opções saudáveis disponíveis.

Soube muito bem passar estes dias rodeada de amigos de longa data, pôr a conversa e as risadas em dia. Apanhámos imenso bom tempo e também bastante sargaço numa parte da praia do hotel. Ainda assim havia uma zona onde conseguíamos aproveitar o mar do Caribe sem as algas.

Mas o melhor sítio para desfrutar deste mar foi, sem dúvida, a Isla Mujeres.

Organizámos um passeio de barco, saído de Cancún, rumo a esta ilha paradisíaca. No caminho houve uma pequena paragem para snorkelling – que foi uma experiência muito má e desordenada, e apenas soube bem para refrescar. Obviamente, como éramos um grupo grande, toda a viagem em si foi uma comédia, com musica e bebida incluídas, fizemos a nossa festa.

Chegados à ilha, podemos deambular pelas ruas coloridas e aproveitar para uns mergulhos num dos mares mais quentes e azuis que já vi.

Provámos algumas iguarias locais numa senhora que vendia tacos e panuchos na praia – e foram dos melhores que já provei!

No regresso não visitámos Cancún – e creio continuar a não valer a pena, por ser uma cidade pilhada de americanos e com o mar rodeado por hotéis de perder de vista. Não percam tempo e visitem antes Playa del Carmen.

Esta pequena cidade está no centro da Costa da Riviera Maya e tem imensa vida. Bares, restaurantes, lojas e discotecas, todas alinhadas em avenidas e ruas paralelas aquele mar. Foi uma das praias que mais gostei de visitar em 2010 e, agora, estava infectada de sargaço.

Playa del Carmen em 2010

E aqui fica o primeiro post do México – fiquem atentos aos próximos 🙂

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.