Resenhas · Travel

Roman Family Weekend #2

É verdade, Roma já foi há um mês atrás, mas só agora consegui publicar o segundo post sobre esses dias.

Como escrevi no primeiro post desta mini “saga”, passámos um fim de semana prolongado em Roma no início de Maio (benditas Bank Holiday Mondays) e claro, estou a partilhar aqui os highlights desses dias.

Domingo, o segundo dia, começou no Mercato Centrale, dentro da estação Termini, onde se encontram uma imensa variedade de iguarias italianas, que foram degustadas ao pequeno-almoço.

Seguimos a pé (para desmoer!) até ao Colosseum, o ex libris da cidade. Optámos de antemão em não entrar ( caso queiram, comprem os bilhetes online porque, mais uma vez, mesmo com chuva, as filas eram gigantes) pois o tempo era escasso e preferimos desbravar a cidade o mais possível. É um monumento sem dúvida imponente, ou não fosse ele o maior anfiteatro do mundo.

É nesta zona, mesmo de frente para o Colosseum, que também se encontra o fórum Romano, surpreendentemente grande e muito bem conservado para o seu estatuto mais que milenar. Por fora dos limites do Fórum, encontra-se um arco que sinaliza o monte Palatino, onde Romulo fundou a cidade.

Percorrendo a Via do Fórum Imperial encontramos as “Três Irmãs”, umas colunas coríntias resistentes do antigo templo de Castor e Pólux (ou Tempio dei Dioscuri )

Bem no fim desta Via, na Praça Veneza, está o Monumento a Vitório Emanuele, último rei de Itália.

Encontrámos, por acaso, a Ogreja de Jesus e, como todas as Igrejas em que entrámos sem nenhuma expectativa, fomos assoberbados pela beleza interior desta.

Completámos o nosso passeio à Roma Antiga no Panteão de Agrippa, um dos meus favoritos, possivelmente pelo misticismo que envolve, além da sua peculiar arquitectura.

Aqui, a chuva fez-nos entrar num pequeno restaurante ao lado do Panteão, onde comi o melhor esparguete à carbonara da minha vida ( um dos pratos mais típicos romanos, segundo um dos nossos motoristas do Uber). Tirei foto da porta para não me esquecer de lá voltar um dia.

Conseguimos uma folga do tempo para ir até à Piazza Navona a saborear um gelato.

No centro desta praça está a Fontana di Quatro Fiori – também está aparece no Anjos e Demónios.

Ainda tentámos ir até ao Castel Sant Angelo mas o tempo deixou as tréguas e caiu uma verdadeira tempestade sobre nós, que nos fez optar por ir até ao hotel descansar uns minutos, pois tínhamos planos para o final da tarde.

O programa foi bem diferente mas muito interessante: ver um concerto de órgão (entrada gratuita) na Igreja Santo António dei Portughesi. Foi uma experiência incrível, pois nunca tinha assistido a um concerto de órgão, e o palco deste era soberbo.

Como a chuva passou e o Concerto não acabou tarde, ainda deu tempo para um apperitivo na rua, mesmo ao estilo italiano. Para quem gosta de bebidas não muito doces, aconselho a provar um Aperol Spritz.

Acabámos o dia de volta à zona do Colosseum, a jantar no Ristoro della Sallutte, que fica mesmo em frente, acabando por o ver também iluminado (e sem mil pessoas à volta).

O dia seguinte foi curto, porque tínhamos voo ao início da tarde, mas ainda conseguimos fazer umas quantas descobertas.

Fomos até à Igreja de Santa Maria della Vitória, onde está a controversa estátua de Bernini do Êxtase de Santa Teresa de Ávila.

Seguimos para a praça da República onde quase passávamos pela Basílica de Santa Maria dos Mártires e dos Anjos (que passa super despercebida). Mas ainda bem que lá entrámos, pois foi a finalização perfeita do nosso passeio. É a única Igreja Renascentista da cidade ( que conta com 930!). A mim fascinou-me o relógio solar com a linha do Zodíaco.

Roma é, sem dúvida, uma cidade à qual pretendo voltar. Pode ser daqui a mais dez anos, mas sei que, quando o fizer, tenho muito mais que quero descobrir e perceber. Foi ali que foi fundado um dos maiores Impérios do mundo, a base da nossa civilização e isso torna-a quase mística e tão fascinante.

Espero que tenham gostado destes dois posts e que tenham um excelente Domingo – aguardem brevemente pelos posts Mexicanos!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.