Love – Food – Travels

Love – Food – Travels

De repente, já nos 30!

Ainda me lembro de ver este filme, mais antigo que sei lá o quê, e achar que me faltava imenso até ter tal idade. Pois, parece que o tempo realmente não perdoa e cá estou eu, com os 30 acabados de fazer. E não tenho grandes problemas com isso.

É verdade que, se pensar no que aos 15 anos achava que teria com 30, estou ligeiramente aquém das expectativas. Mas apercebi-me que ter grandes projecções é o inicio da desilusão. Quando deixei de idealizar grandes e mirabolantes planos, foi quando a vida começou a ser melhor e, sem que nos apercebamos, as coisas desenrolam-se e desenvolvem-se por si mesmas. Portanto não, não tenho nenhum sentimento de under achievement por ainda não ter três filhos, uma casa com vista para o mar ou um doutoramento quase feito.

Aprender a ser Feliz, com o que se tem e o que se faz, deve ter sido a maior descoberta que fiz com o desenrolar da vida. E que bom a ter feito ainda aos 30 – creio que muitos morrem sem descobrirem isto.

Mas nalguma coisa o meu “eu” de 15 anos acertou: cheguei aos trinta casada (yey) e já ultrapassei a minha idade em número de países visitados. Alguma coisa ando a fazer bem, certamente.

Que venham mais 30, rodeada de todos os que que me fazem feliz nesta vida.

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A autora - Margarida

Portuguesa em Doncaster.

Médica Dentista de Dia || Blogger, viajante e entusiasta da cozinha nos tempos livres

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

EnglishPortuguese

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website.