Bride to Be

Wedding Bells

Quem mais se casa em 2018?

Pois é, organizar um casamento já é uma tarefa que pode ser complicada. Quando nos encontramos fora do nosso país, a logística fica ligeiramente mais complexa.

Mas com um pouquinho de organização, tudo se consegue. Se quiserem, fiz uma listinha de dicas que podem ajudar =)

  1. Time is Precious

Uma amiga minha da Croácia, planeou, organizou e casou em menos de duas semanas, nas férias de Verão. É preciso vontade e, acima de tudo, flexibilidade nas ideias. Se não se imaginam a casar sem ser naquela Igreja ou se sempre quiserem um local especifico para o copo-de-água, marquem a data no mínimo com 1 ano de antecedência para evitarem dissabores

2.Listas, muitas listas

Definam as tarefas que têm de concretizar e dêem-lhes uma meta temporal para não se esquecerem nem atrasarem em nada;

3.Pinterest, Zankyou, Casamentos.pt

Vão ser as vossas próximas apps descarregadas, caso ainda não as tenham. Cria pastas de inspiração para perceberes como queres que seja o teu dia, ideias para os penteados, make up, you name it! As outras duas são plataformas onde estão reunidos inúmeros locais e fornecedores. Eu passei horas nestas páginas a fazer triagens, pedir orçamentos ect. O resultado foi só termos visitado uma quinta e termos contratado os DJs e Fotógrafos que queríamos sem qualquer stress associado.

4.Skype, Whatsapp, FaceTime ect…

Quem está fora do país já tem todas estas mais que atualizadas. São, sem dúvida, as nossas melhores aliadas país. Hoje em dia (quase) tudo é possível através da internet. As reuniões com os fornecedores podem ser feitas em videochamada (foi assim que contratamos os nossos fotógrafos) e o e-mail funciona lindamente para enviar e assinar os contratos todos (e ainda ficam automaticamente guardados). Há até quem compre sapatos e vestidos online (mas eu não iria tão longe!)

5.Papeladas Legais

Confesso que não sei como se processa a parte burocrática do casamento religioso mas para o casamento civil é bastante fácil: basta iniciar com o processo de casamento online no site Civil Online entre seis a um mês antes da data.

6. Oh, the Dress

Aqui talvez seja o ponto que mais exige algum jogo de cintura (a menos que tenham optado pela dica da Internet!). Se optarem por comprar o vestido no vosso país de residência, a questão das provas fica resolvida, mas é importante ter em atenção o transporte do vestido. Se, como eu, optaram por o comprar em Portugal, já sabem que vão fazer umas visitas extra a casa (que chatice!) a menos que consigam organizar tudo muito bem para as datas em que planeiam lá ir. Eu fiz a minha primeira prova no Natal, vou marcar a segunda para a Páscoa e depois só mesmo para a semana antes de casar. Para o Noivo a tarefa é simplificada mas, ainda assim, não convém deixar para a semana antes do casamento. 7.Madrinhas e Padrinhos são para estas coisas:

Caso os tenham, são as pessoas indicadas para ajudar nalgumas coisas que possam ter de ser feitas pessoalmente, como alguma documentação necessária (podem necessitar de passar uma procuração, dependendo do que se tratar) ou confirmar os arranjos florais. Tenham sempre uma pessoa de confiança em Portugal disposta a ajudar-vos caso necessitem.

8.Wedding Planners:

Se estão demasiado preocupadas com a organização, não têm mesmo tempo ou simplesmente odeiam planear coisas, considerem contratar um Wedding Planner.  É um serviço cada vez mais na moda e pode ser uma mais valia para um dia sem stress. É, no entanto, um gasto extra no orçamento.

9.You are invited!

Ora bem, nós tínhamos combinado que queríamos entregar todos os nossos convites pessoalmente – tirando os que têm de ir para o estrangeiro, apesar de ser uma boa desculpa para uma visita! Uma vez que ainda não começamos sequer a fazê-los, não estou a ver isto a acontecer facilmente. Em último caso, o Royal Mail irá ser bastante útil – não se esqueçam só de os colocar num envelope extra, para não danificarem o do convite.

Bons Preparativos =)

Deixar uma resposta